Adictos aí anônimos

Entao

(Gilson entra na Sala 1)
– Boa noite, meu nome aí é Gilson.

– Boa noite, Gilson! (em uníssono)

– Eu sou um jornalista aí, adicto aí em advérbio de lugar.

– Desculpe, Gilson, mas este grupo ele não é de jornalistas adictos em advérbio de lugar. Os adictos em advérbio de lugar eles se reúnem às quartas. Hoje é terça e a terça ela é nossa, dos jornalistas adictos em sujeito duplo.

– Mas já que vim aqui aí, não posso ficar aí de ouvinte?

– As coisas elas não funcionam assim, Gilson. Há o risco de o seu vício ele contaminar os que estão se livrando do sujeito duplo. O grupo de adictos em recuperação do gerundismo ele vai estar se reunindo logo em seguida, e esse grupo ele já está bem vazio.

– Mas eu já superei aí o gerundismo. Posso estar tendo aí uma recaída se for lá.

– Bem, amigo, este grupo ele não vai poder te ajudar. A sala ao lado ela tem um grupo funcionando agora. Quem sabe as pessoas que estão lá elas possam te dar uma força.

– Obrigado, vou lá aí então.

 

(Gilson vai para a sala 2)

 

– Boa noite. Meu nome aí é Gilson.

– Então, boa noite, Gilson! (em uníssono).

– Eu sou um jornalista aí, adicto aí em advérbio de lugar.

– Então, Gilson, este é um grupo de jornalistas adictos em começar todas as frases com “então”.

– Mas então eu posso participar aí deste grupo?

– Então, acho que não.

– Mas eu aprendi aí essa palavra ainda criança, e a uso aí desde então…

– Então,  mas você usa “então” como advérbio de tempo e de modo.

– Não posso aí ficar então aí aqui?

– Então, este grupo aqui é só para jornalista que usa “então” sem nenhum motivo, de modo totalmente sem noção.

– Então não é aí o meu caso. Vou procurar aí outra sala.

 

 (Gilson vai para a sala 3)

 

– Boa noite. Meu nome aí é Gilson.

– Boa noite, Gilson.  Você tem aí…

– Ih, desculpe aí, entrei aí numa sala da Globo News de novo.

9 comentários em “Adictos aí anônimos

  1. Quando deixei o magistério universitário, deixei de procurar textos que me permitissem “alimentar”minhas aulas de língua portuguesa. Hoje, com os seus textos, sinto o que perdi…
    Apesar disso, porém, tenho alguns cursos à distância, entre eles o de “Formação em Revisores”, em que pretendo, se você me autorizar, utilizar seus escritos. Sua criatividade me dá uma grande satisfação. Abraçozos!

    Curtir

  2. Mestre Eduardo, aquele jabazinho de tradição (compartilhamos esse artigo lá tb)

    Pra vocês que curtem humor relacionado à língua portuguesa, gostariam de entrar pro nosso grupo? Não é um grupo didático, é humor nas redes sociais, na imprensa, trocadilhos, nas placas de publicidade, etc. Enfim, erros do cotidiano na Língua Portuguesa.

    https://www.facebook.com/groups/vocativolevavirgularapaz/

    Nosso Instagram: https://www.instagram.com/vocativolevavirgularapaz/

    A presença de vocês seria uma honra pra nós!

    Curtir

  3. Você esqueceu da uma turma com o grupo do ‘houveram’, tão consagrado que a ABL já deveria logo oficializa-lo. A equipe da GloboNews agradeceria.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s